CORNO E SUBMISSO!

Me chamo Gustavo e na época eu namorava com uma gostosa chamada Sabrina. Todos os meus amigos invejavam minha situação pois ela era uma mulher fantástica. Seus peitos eram médios e duros, tinha coxas grossas e malhadas e principalmente, tinha uma bunda simplesmente perfeita. Sabrina sempre adorou se exibir, era bem vagabunda e todos sabiam disso, inclusive eu. Nossas trepadas sempre foram sensacionais, mas chegou um momento em que ela passou a pedir mais. Queria dar pra outro cara junto comigo de todo jeito. Ao perceber que fiquei excitado quando me contou sua tara, ela passou a falar putarias na cama, como se estivesse fudendo com um de meus amigos. Em pouco tempo ela passou a me chamar de corninho e também a afirmar que daria para algum amigo meu bem na minha frente. Seu preferido era o Henrique, um de meus colegas de sala. Sabrina vivia dizendo como o achava perfeito e que seu sonho era sentir o pau do henrique em sua bucetinha. Assumindo o papel de corno, comecei a fantasiar junto com minha puta, que logo estava me humilhando como nunca na cama. Sabrina passou a se exibir para meus amigos, usando biquínis fio-dentais e mini saias e sempre dando indiretas aos meus amigos que achava interessante. Até que um dia ela foi a uma festa sem que eu estivesse econheceu um cara que achou bonito. Henrique estava na festa e também conhecia o cara... Viu os dois conversando e, alguns minutos depois, saindo do local. Dias depois, minha puta me confessou que havia dado para o tal sujeito e, me chamando de corno enquanto chupava meu pau, contou-me detalhes de sua transa, que afirmou ter sido ótima. A partir daí tudo mudou, Sabrina viu que eu gostava mesmo de ser corno manso e passou a aumentar as investidas sobre meus amigos, que também ficaram mais loucos de tesão por ela, pois sabiam do caso. Até que, em um fim de semana prolongado, decidimos ir para a fazenda de nosso amigo Renato. Sua fazenda era muito bonita, com uma bela piscina e uma boa sauna a vapor. Imaginei na hora a Sabrina com seus micro-biquines se exibindo para meus amigos e fiquei louco. E foi exatamente o que aconteceu.. todos os dias ela ficava praticamente pelada, dando bola para meus amigos. As sungas do pessoal deixavam claro o tesão de todos, mas um se destacava pelo volume, o Henrique. Seu pau parecia bem maior do que a média e Sabrina logo percebeu isso e passou a provocá-lo ainda mais. Até que uma das noites em que todos estavam bêbados, Sabrina em uma conversa com Henrique confessou que morria de vontade de transar com ele. Ele se assustou, perguntou por mim e ela logo completou: - Sabia que seu amigo GÚ é corno manso e ele ia gostar de ver você me fuder? Ele disse: - Eu não acredito nisso! E Sabrina logo completou: - Eu já falei pra ele que ainda vou transar com você, e que vou fazer ele chupar seu pau na minha frente!! Henrique não acreditava no que ouvia... Sabrina, aquele mulher deliciosa estava praticamente intimando-o para uma trepada.. Mas ele se afastou. No dia seguinte, fomos para a piscina de manha e Sabrina usava sue menor biquíni. Henrique não parava de secá-la. Até que o pessoal resolveu ir até a cidade para comprar mais cerveja e carne. Ficamos só nos 3 na fazenda. Aproveitando o ensejo, Henrique se dirigiu a sauna e ligou a máquina, dizendo que ia aproveitar a ausência do pessoal pra tomar sauna pelado, pois era muito melhor. Sabrina já mostrava sinais de excitação e eu fiquei quieto observando a cena. Quando Henrique entrou na sauna, minha puta me chamou e falou no meu ouvido - Hoje eu vou dar muito pro seu amiguinho e você vai chupar o cacete dele junto comigo, viu corninho??!! Paralisado com suas palavras, não consegui me manifestar. Sabrina pos a mão no meu pau e viu que estava duro e logo soltou: - Ta durinho né corno? Gosta mesmo de tomar chifre né?!! E eu gosto de pau grande igual o do Henrique! Ele vai me comer toda hoje! Fiquei louco, não sabia o que fazer... Passados alguns minutos, sabrina me mandou entrar na sauna e disse que entraria em seguida. Entrei, ainda usando minha sunga. Henrique realmente estava pelado e não se assustou com a minha entrada. Seu pau era descomunal, grande e grosso como eu nunca havia visto antes, mesmo sem estar duro. Me vendo entrar, ele logo perguntou: - E a sabrina, não vai entrar hehehe? - Acho que vai, vc não vai colocar sua sunga? - Não velho hehe! Acho que ela vai gostar de me ver assim... O que vc acha? - Henrique, pra te ser sincero, acho que ela vai gostar muito - Você não liga? - Não ligo não - Então beleza, não vou por minha sunga.. foda-se... Foi ele acabar de falar que continuaria pelado e Sabrina entrou na sauna, com seu biquininho minúsculo... Na hora que ela viu que o Henrique estava pelado, praticamente não acreditou e disse: - achei que vc estava brincando Henrique! - Pois é.. não tava não.. gosto de tomar sauna pelado! Sabrina virou-se pra mim e disse: - Nossa amor, olha o tamanho do pau dele! Que delicia. E Henrique escutando já retrucou: - achou grande? Vc nem viu ele duro! - Nossa amor, eu não to agüentando... E já foi me largando e sentando no colo do henrique, beijando sua boca e gemendo de tesão... Henrique não acreditava que aquilo estivesse acontecendo. Os dois se pegavam como se eu não estivesse ali. Henrique logo arrancou seu top e chupou seus peitos deliciosos, enquando ela rebolava aquela bunda escultural em seu pau, que não parava de crescer... Eu me levantei e comecei a bater uma punheta, olhando a cena. Sabrina segurou o pau dele e ficou admirando, punhetando aquela vara enorme e se virou pra mim dizendo: - isso é que é pau... olha que cacete delicioso amor?! Pode se preparar pra mamar ele todinho, porque o meu corno tem que chupar o pau dos machos que me comem! Henrique estava fora de controle... agarrava Sabrina chamando-a de puta gostosa e falando que ia arregaça-la. Virou-se pra mim e disse: - Que puta deliciosa essa sua, vou fuder ela na sua frente seu corno e vou gozar na sua cara depois que acabar de fudê-la! Os dois riram e Sabrina completou: - Isso mesmo! É isso que corno merece! Logo ela se levandou, virou se de costas pra ele e soltou a parte de baixo de seu biquíni, exibindo sua bunda com sua marquinha perfeita... Henrique já passou a lamber sua bunda, sua buceta e seu cú - AHHHHHHHH- CHUPA MINHA BUCETA SEU FILHO DA PUTA.. MOSTRA PRA ESSE CORNO COMO SE FODE UMA PUTA! (sabrina gritava) Depois de chupa-la inteira, deliciando-se com sua bucetinha, Sabrina se virou, ajoelhou-se e começou a chupar a vara de Henrique. UHHH  hurrava ele de prazer CHUPA ESSE PAU SUA PUTA.. VAGABUNDA GOSTOSA! Eu estava delirando com a cena quando ele me chamou e disse: - Vem cá corno, ajoelha do meu lado pq vc vai chupar um pau de verdade hoje! Fiquei sem reação mas Henrique logo completou: - Anda logo, quero ver vocês dois chupando meu pau ao mesmo tempo! Me ajoelhei ao lado dela e ela me segurou pelos cabelos, forçando minha cabeça em direção àquela rola monstruosa. Inexplicavelmente, abri minha boca e enguli o cacete do herique. Sabrina delirava, tocando sua bucetinha e lambenbdo as bolas do meu amigo.. - Chupa gostoso seu corno! Eu engolia a cabeça do pau do henrique e tentava chupar bem... seu pau era mto grande e grosso mas sabrina me ensinou a chupar... - Mama bem devagar.. dizia ela... chupa a cabeça gostoso! Realmente, chupei muito, até que ela me empurrou sentou de costas no pau do Henrique, fazendo a vara escorregar em sua buceta.. AHHHHH.. PUTA MERDA.. QUE PAU É ESSE! VOCÊ TA ME RASGANDO!! QUE DELÍCIA!!! Henrique não acreditava no que acontecia... Sabrina deu um show. Pulou como uma puta no pau do Henrique... Depois de um tempo ele se levandou, colocou ela apoiada na parede, veio por traz e enfiou seu pau no cú da minha puta.. Ela deu um grito de prazer e perdeu até o ar... Henrique passou a bombar na bunda da minha puta freneticamente e perguntava a ela todo tempo: - TA GOSTANDO DE SENTIR UMA VARA GRANDE E GROSSA NO CÚ SUA PUTA? - MUITO!! ME FODE! ME FODE MUITO! QUERO SUA ROLA SEMPRE! OLHA CORNO, COMO ELE TÁ ME RASGANDO! ELE TA ME FUDENDO! AAHHHH MEU DEUS!!! Não agüentando mais, ele avisou que ia gozar, ela não perdeu tempo e disse: - Quero sentir sua porra na minha boca! Henrique tirou seu pau do cu da minha puta e ela logo se ajoelhou pra receber sua porra. Ele punhetava seu cacete rapidamente quando ela me chamou: - Vem cá seu corno! Quero vc do meu lado  e me puxou pelo braço com força me ajoelhando ao seu lado... Ele começou a me beijar e a me punhetar dizendo no meu ouvido: - meu corninho tem que fazer tudo que eu peço , vc vai gostar... Foi ela acabar de dizer isso e Henrique explodiu um gozo em sua cara. Sabrina abriu sua boca e bebeu parte da porra, e logo pegou o pau do Henrique puxando pra frente e esfregando na minha cara enquando ele ainda esporrava... Ele esporrou como nunca.. parecia que não gozava a anos.. Sabrina passou a lamber a porra da minha cara e dizia: - Assim que eu gosto meu amor.. bem obediente... Que delícia sua porra Henrique... O pau do Henrique não amolecia e Sabrina já se levantou caindo de boca no cacete, chupando com maestria. Ele fudeu minha gata todo o fim de semana e muitas outras vezes e eu sempre assisti, pois adoro ser corno manso e submisso da minha ex-puta.

 

VOLTAR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Todos os direitos reservados © Web Site Brasil S/C Ltda 2000/2007